12.1.06

Biografia de Alexander Graham Bell

Alexander Graham Bell

Alexander Graham Bell nasceu no dia 3 de março de 1847, em Edimburgo, na Escócia.
Era o segundo dos três filhos do casal Alexander Melville Bell e Eliza Grace Symonds.
Sua família tinha tradição e renome como especialista na correção da fala e no treinamento de portadores de deficiência auditiva.

O avô , Alexander Bell, foi sapateiro em St. Andrews, na Escócia e, enquanto consertava sapatos, recitava Shakespeare. Ser ou não ser? Eis a questão. Fazia isso com tanta freqüência que, aos poucos, admirado com a própria voz, passou a se dedicar à melhoria da dicção com o valor exato para cada palavra. Abandonou o ofício de sapateiro e seguiu o caminho do teatro, porém, alguns anos no palco foram suficientes para que descobrisse outra profissão; tornou-se professor de Elocução: modo de expressar-se, oralmente ou na escrita elocução e dava conferências dramáticas sobre Shakespeare, desenvolvendo boa prática no tratamento dos defeitos da fala, especializando-se em Foniatria:estudo e tratamento de perturbações da voz e da fala.

O pai , Alexander Melville Bell, passou a se interessar, não só pelo som das palavras, como também pelas causas desse som. Estudou anatomia - laringe, cordas vocais, boca, etc criando o que chamava de " fala visível ". É autor do livro "Dicção ou Elocução Padrão".

Bell, seu pai e seu avô tinham o mesmo Prenome:nome de um indivíduo, nome de batismo")' onmouseout=moveout(this)>prenome - Alexander. Até os 11 anos, se chamava simplesmente Alexander Bell, até que um dia na escola, a professora sugeriu que adotasse mais um nome para diferenciar-se do avô. Depois de consultar os familiares, optou por Graham, em homenagem a um grande amigo de seu pai.

Aos 14 anos, ele e seus irmãos construíram uma curiosa reprodução do Aparelho Fonador: que produz o som da fala. Numa caveira montaram um tubo com "cordas vocálicas", palato, língua, dentes e lábios, e com um Fole:instrumento para produzir correntes de ar, que funciona por expansão e contração, absorvendo ar por uma válvula e expelindo-o através de um tubo, sopravam a traquéia, fazendo a caveira balbuciar "ma-ma", imitando uma criança chorona.

Alexander Graham Bell cresceu assim, em um ambiente rico de estudo da voz e dos sons, o que certamente influenciou no seu interesse nesse campo, além de ter a mãe que, muito jovem, ficou surda.
Estudou na Universidade de Edimburgo, onde começou a fazer experimentos sobre Pronúncia:modo de articular os sons, as palavras ou frases. Certo dia, um amigo de seu pai falou sobre a obra de um certo cientista alemão chamado Hermann von Helmholtz , que havia investigado a natureza física dos sons e da voz. Excitado com a novidade, apressou-se em conseguir uma cópia do livro. Só havia um problema: o livro estava escrito em alemão, língua que não entendia. Além disso, trazia muitas equações e conceitos de física, inclusive relativos à eletricidade, área que tampouco dominava.

Apesar de todas as dificuldades, Bell teve a impressão de que (por meio de alguns desenhos do livro), Helmholtz tinha conseguido enviar Sons Articulados:Sons articulados são aqueles formados por uma combinação de sons, como a voz. Sintetizá-los, na época, era transformá-los em sons elétricos. Se vocês quiserem entender melhor, ouça a música I just call to say I love you do cantor americano Steeve Wonder que ao final da canção, simula uma voz através das notas tocadas em seu órgão, sons articulados, como vogais, através de fios utilizando eletricidade. Na verdade, o que Helmholtz estava tentando fazer era Sintetizar Sons:Sons articulados são aqueles formados por uma combinação de sons, como a voz. Sintetizá-los, na época, era transformá-los em sons elétricos. Se vocês quiserem entender melhor, ouça a música I just call to say I love you do cantor americano Steeve Wonder que ao final da canção, simula uma voz através das notas tocadas em seu órgão sintetizar sons parecidos com a voz, utilizando aparelhos e não transmití-los à distância. Ao contrário do que vocês podem estar pensando, foi exatamente esse engano que fez com que Bell começasse a pensar sobre os modos de enviar a voz à distância por meios elétricos.

Em 1868, em Londres, tornou-se assistente do pai, assumindo seu cargo em tempo integral quando este tinha de viajar aos Estados Unidos para dar cursos.
Nessa época, seus dois irmãos, o mais velho e o caçula, com intervalo de um ano, morreram de Tuberculose:doença provocada pelo Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch, podendo atingir os pulmões. As dificuldades econômicas aumentaram e a ameaça da doença, também encontrada em Bell, levou o pai a abandonar a carreira em Londres, em seu melhor momento e, em agosto de 1870, mudar-se com a família para o Canadá.

Compraram uma casa em Tutelo Heights, perto de Brantford, província de Ontário, que era conhecida como " Casa Melville " e que hoje é conservada como relíquia histórica com o nome de "solar dos Bell".
O pai de Bell era famoso e foi muito bem recebido no Canadá. Em 1871, recebeu o convite para treinar professores de uma escola de surdos em Boston, nos Estados Unidos, porém, preferindo continuar no Canadá, mandou o filho em seu lugar. Bell passou a ensinar o método de pronúncia desenvolvido por seu pai, treinando professores em muitas cidades além de Boston, pois, nessa época, antes da descoberta dos antibióticos, a surdez era muito mais comum, podendo surgir como resultado de muitas doenças. Em 1872, abriu sua própria escola para surdos (onde depois conheceu D. Pedro II, em 1876). No ano seguinte, em 1873 tornou-se professor da Universidade de Boston, época em que começa a se interessar por telegrafia e estudar modos de transmitir sons utilizando a eletricidade.

Por meio de seu trabalho como professor de surdos, A. Graham Bell - como assinava e gostava de ser chamado - conheceu pessoas influentes que, depois, ajudaram-no muito. Um deles foi Thomas Sanders, um rico comerciante de couro que morava em Salem, próximo a Boston, cujo filho - George - foi aluno de Bell. O menino mostrou progressos tão rápidos que Sanders, agradecido, convidou Bell a morar em sua casa. Outra pessoa importante foi Gardiner Greene Hubbard, um advogado e empresário bem-sucedido, que viria a ser seu sogro em 1875.
Em 1898, Bell substituiu o sogro na presidência da National Geographic Society, transformou o velho boletim da entidade na belíssima National Geographic Magazine, semelhante à que temos hoje.

Alexander Graham Bell morreu em sua casa de Baddeck, no Canadá, no dia 2 de agosto de 1922, aos 75 anos.
Muitos conhecem Bell como o inventor do telefone, muito embora hoje já se reconheça que o verdadeiro inventor foi o italiano Antonio Meucci , mas poucos sabem de seus outros feitos.

Invenções e Patentes de Graham Bell

























"Inventor é um homem que olha para o mundo em torno de si e não fica satisfeito com as coisas como elas são. Ele quer melhorar tudo o que vê e aperfeiçoar o mundo. É perseguido por uma idéia, possuído pelo espírito da invenção e não descansa enquanto não materializa seus projetos." (Palavras de Alexander Graham Bell gravadas numa placa no museu que tem o seu nome, em Baddeck no Canadá.)

4 Comments:

Blogger Nestinho said...

É realmente fascinante a Biografia de Alexandre Graham Bell, está de parabéns a história está de parabéns o Blog está de parabéns a humanidade, ele se foi mas os seus feitos ficaram e estou a assumir que directa ou indirectamente tem contribuído para melhoria de vida de Milhões de pessoas.

Agostinho Joaquim Neto

4:04 AM  
Blogger Nestinho said...

É realmente fascinante a Biografia de Alexandre Graham Bell, está de parabéns a história está de parabéns o Blog está de parabéns a humanidade, ele se foi mas os seus feitos ficaram e estou a assumir que directa ou indirectamente tem contribuído para melhoria de vida de Milhões de pessoas.

Agostinho Joaquim Neto

4:05 AM  
Blogger hulk costa said...

obrigado alexandre grahan bell pelo meu iphone

3:22 PM  
Blogger jone duarte said...

mt bom essa biografia me ajudou mt no trabalho valeu

12:45 PM  

Postar um comentário

<< Home